segunda-feira, 23 de março de 2009

Os Ruivos

A elfa ruiva mais linda da blogesfera deixou o Portal do Clérigo para fazer uma visitinha ao Na Penumbra pois o tema de hoje nada mais é do que os Ruivos!

Intitulada Os Ruivos – Uma História de Excluídos na Sociedade, a peça que está em cartaz no teatro Miguel Falabela no Norte Shopping até o dia 26 de abril, toca num assunto um tanto incômodo na nossa sociedade: o preconceito em suas mais diversas faces.


Iniciando a narrativa apresentando a história do Vermelho que vira Laranja, a história explora de maneira simples e certeira como é ser ruivo em um pais de misturas raciais, pouca cidadania e indiferença com o próximo.

A crueldade infantil, a escassa fonte de referência para formação do jovem protagonista, resgate e nostalgia, com direito a humor negro estão presentes fazendo-nos viajar algumas décadas, para lembrar de personagems como Bozo, Fofão e Falcon olhos de águia.


Vejam algumas palavras do autor, Pedro Monteiro:

“Sou um excluído. Não sou negro, não sou índio, não sou oriental. Mas ser ruivo neste país é motivo de chacota, segregação. Por que não há um candidato ruivo nessas eleições? É cota pra negro, reserva pra índio, cadê a cota dos ruivos? Você sabia que estudos indicam que o ruivo é uma espécie em extinção prevista para sumir do planeta até 2060? Que ser ruivo é ser visto como gringo que não sabe sambar, desde criancinha atormentado por apelidos como Ferrugem, cenourinha ou arroto de Fanta?

É pensando nessas questões que estamos lançando a peça Os Ruivos − Uma História de Excluídos na sociedade, um grande arcabouço de histórias, imagens e sensíveis relatos em torno da experiência de ter cabelos vermelhos num país tropical.

Nós, ruivos, temos que nos unir por melhores condições de vida, uma oferta cada vez maior de trabalho, mais distribuição de renda, um protetor solar com FPS maior que 60, direito à meia entrada em dermatologistas, isenção no imposto de renda para aqueles que têm mais de 283 sardas no rosto, seguro de carro grátis para os que têm 60% do corpo coberto por pelos avermelhados e uma lei que obrigue o governo a aumentar a taxa de natalidade de crianças ruivas neste país”
Fonte: http://osruivos.blogspot.com/

Quer se divertir e sair da sala do teatro pensado um pouco sobre nossa sociedade? Então veja a peça!

Direção e trilha sonora: Cynthia Reis
Autores: Leonardo Neves e Pedro Monteiro
Elenco: Pedro Monteiro, Dida Camero, Cirillo Luna e
Lilly Grandmasson
Produção: Renata Amaral e Pedro Monteiro
Iluminação, programação visual, fotos: Guga Millet
Cenário, figurino, objetos de cena: Junior Santana
Orientação corporal: Fernanda Bonde
Assessoria de imprensa: Daisy Levy
Divulgação: Marpe Facó
Assistência de direção: César Marquez
Site e blog: Leonardo Neves
Realização: COMPANHIA JOGODECENA e CAVÍDEO PRODUÇÕES

2 comentários:

E. Lauffer Zerfas disse...

Muito bom!
pena q não ocnsegui te enviar a tempo as fotos da laranja. mas enviei. bjs

Tine Araujo disse...

Eu adoraria ser ruiva... às vezes penso em me transformar... quando era criança tinha cabelos vermelhos misturados a loiros e castanhos... entre tantas escolhas a natureza me deixou morena :(

Beijos