sexta-feira, 2 de outubro de 2009

A raposa e as uvas

Uma raposa que vinha pela estrada encontrou uma parreira com uvas madurinhas. Passou horas pulando tentando pegá-las, mas sem sucesso algum... Saiu murmurando, dizendo que não as queria mesmo, porque estavam verdes. Quando já estava indo, um pouco mais à frente, escutou um barulho como se alguma coisa tivesse caído no chão... voltou correndo pensando ser as uvas, mas quando chegou lá, para sua decepção, era apenas uma folha que havia caído da parreira. A raposa decepcionada virou as costas e foi-se embora.

Moral
Quem desdenha quer comprar.

Aqueles que são incapazes de atingir uma meta tendem a denegri-la, para diminuir o peso de seu insucesso.

É fácil desprezar aquilo que não se pode alcançar.

autor: Esopo

fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/A_Raposa_e_as_Uvas

3 comentários:

Fernanda disse...

Esopo lembra minha infância...=)

E. L. Zerfas disse...

E eu já conhecia a fabula ... mas não me lembrava da moral ....
Mas sempre vale apena lembrar !

Cláudia disse...

Vou lembrá-lo desta fábula em algumas de nossas conversas, por nós e pelos outros. Essa "moral da história" é tudo.